Nosso Blog

Pretos Velhos e o amor: o que podemos aprender?

“Pretos Velhos e o amor: o que podemos aprender?” é a QUARTA PARTE do resumo da Aula 04: “Preto Velho: cura e acolhimento” da Semana Teologia de Umbanda com Alexandre Cumino.

Em sua sabedoria ancestral, os Pretos Velhos trazem uma perspectiva profunda sobre o amor. Para além da paixão e do desejo, eles destacam virtudes como paciência, compreensão e comprometimento como essenciais para compreender o verdadeiro significado do amor. Dessa maneira, revelam a profundidade e a abrangência deste sentimento em nossas vidas.

Neste artigo, vamos explorar as valiosas lições que os Pretos Velhos nos oferecem sobre essa jornada de amor, destacando como esses ensinamentos se aplicam não apenas a relacionamentos românticos, mas a todas as facetas da vida.

A Jornada do Amor com os Pretos Velhos

Na perspectiva dos Pretos Velhos, o amor não é uma emoção fugaz, mas sim uma jornada que se desenrola ao longo da vida. Ademais, essa visão contrasta com a ideia de amor como um momento passageiro, mas também enfatizando a importância de nutrir e cultivar o amor com o passar do tempo. Eles nos ensinam que o amor verdadeiro é aquele que permanece, mesmo diante das adversidades, e que se fortalece com o tempo.

Por outro lado, os conselhos dos Pretos Velhos sobre o amor vão muito além das dinâmicas românticas. Eles nos lembram que o amor abrange todas as relações humanas, desde amizades até conexões com estranhos. Dessa maneira, esta visão inclusiva do amor é um lembrete poderoso de que todos merecem amor e respeito, independentemente do contexto. Os Pretos Velhos nos ensinam que nutrir relacionamentos saudáveis requer esforço mútuo, comunicação aberta e respeito mútuo.

Amor é uma escolha feita todos os dias!

Uma das lições mais impactantes dos Pretos Velhos é que o amor não é apenas um sentimento, mas uma escolha consciente. É a decisão de estar presente na vida de alguém, apoiar, cuidar e crescer juntos. Esse é um lembrete dos anciãos de Umbanda de que relacionamentos genuínos requerem empenho diário e constante. Eles nos ensinam que o amor é uma construção diária, que requer esforço, dedicação e, acima de tudo, respeito.

A sabedoria dos Pretos Velhos também nos conduz à compreensão de que o amor é uma das forças mais poderosas do universo. Mais do que um mero sentimento, o amor é uma força capaz de inspirar, curar e transformar vidas. Dessa forma, essa percepção mais profunda do amor nos leva a enxergá-lo como uma ferramenta para a mudança positiva, incentivando-nos a cultivar a compaixão e a bondade em nossas interações diárias.

O amor é uma força capaz de transformar vidas e curar feridas!

Em resumo…

Portanto, os ensinamentos dos Pretos Velhos sobre o amor nos lembram que ele vai além da paixão, estendendo-se para a paciência, compreensão e comprometimento. Além disso, eles nos inspiram a escolher ativamente o amor, a nutrir todos os tipos de relacionamentos e a reconhecer o amor como uma força transformadora. Em outras palavras, ao internalizar essas lições, podemos embarcar em uma jornada de amor mais profunda e significativa, enriquecendo nossas vidas e as vidas daqueles ao nosso redor.

Este artigo é a QUARTA PARTE do resumo da Aula 04: “Preto Velho: cura e acolhimento” da Semana Teologia de Umbanda com Alexandre Cumino.

Texto: Sarah Gomes
Imagem: Umbanda EAD
Fonte de Pesquisa: Aula “Preto Velho: cura e acolhimento” da Semana Teologia de Umbanda de Agosto de 2023 apresentada por Alexandre Cumino e Júlia Pereira. (Disponível em: https://www.youtube.com/live/jvI0Fow0ss8)

Sarah Gomes

Estamos nas redes sociais. Conteúdo novo todos os dias 👇

YouTube

Assine
nossa news

Ao se inscrever, você concorda que a Umbanda EAD poderá te enviar emails. Você pode se descadastrar a qualquer momento. Política de Privacidade