Pataco como ganhar e utilizar na Umbanda EAD
12 de março de 2021
Exibir tudo

Leia 30 Linhas e Entenda a Incorporação do Caboclo

incorporacao caboclo

Incorporação de Caboclo: Sabia que Existe um Fundamento que Pode Ser Explicado?

Você deve ter pensado: é um arquétipo dãaar!

Sim, é também para trazer um arquétipo ou uma característica de gestuais típicos de povos indígenas em seus rituais, danças, cultos e até mesmo em confrontos.

No entanto, além do gesto carregado de simbolismo, os punhos fechados batendo sobre o peito, o brado e o dedo em riste tem também uma função mágico energética.

Todos os gestos dos Guias têm um objetivo

Quando o Caboclo incorpora ele dá um choque anímico no médium.

É comum antes de incorporar o médium ter alguns segundos de medo, insegurança e ficar pensando “vou ou não vou” e com isso ele segura tanto que a hora que incorporar parece mesmo uma explosão.

Inconscientemente o médium cria uma força de resistência para que o momento da incorporação seja mais visceral, e também pra que ele mesmo tenha a certeza que está incorporado.

Isso gera também uma tensão muscular, transpiração e até dores musculares no momento e depois.

Após esse momento, o Caboclo incorpora e bate no peito. Com isso ele ativa uma glândula no peito chamada TIMO que fica bem no centro do corpo, perto do nosso coração.

Nós temos sete Chakras, três acima do coração, três abaixo. Nosso coração é o encontro do céu com a terra, da alma com o espírito.

Leia também: Todo Caboclo foi índio?

Tem médium que ao incorporar bate no peito tão forte que parece que a mão vai sair nas costas. Nessa explosão energética ele ativa o TIMO, e junto solta o BRADO.

Ao gritar, ele solta um som que podemos entender como um MANTRA IOGA.

A mão também alterna em movimentos: espalmada com os cinco dedos, dedos em riste, dois dedos esticados irradiando energia.

Na cultura hindu entendemos como MUDRAS. O médium está em um estado alterado de consciência.

E todos esses gestos colaboram para que o médium se conecte com o presente, receba energia em seu chakra coronário e sinta no corpo, na alma e no espírito a presença do Caboclo.

É a forma de tornar a incorporação mais visceral e portanto, é também uma forma do médium mais iniciante ou inseguro, obter mais segurança e firmeza na sua incorporação.

.

Essa explicação toda foi retirada da aula que aconteceu no Youtube (este é o link pra quem quiser assistir https://www.youtube.com/watch?v=Fggq60Z-0zY) onde Pai Alexandre Cumino e Rodrigo Queiroz bateram um papo muito interessante que durou 2 horas sobre FIRMAR A CABEÇA.

.

Firmar a Cabeça é estar no PRESENTE. Deixar o que é passado em seu lugar, não se desesperar pelo futuro e viver um PRESENTE com qualidade, tranquilidade, serenidade e fé.

Dias melhores virão, mas não deixe de viver seu presente. Viva este momento, nossa vida só existe no AGORA. O resto é memória e prospecção.

Espero que esse texto tenha sido importante pra você leitor.

Até uma próxima leitura, deixe seu comentário aqui. Axé!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.