Coronavírus e solidariedade: faça parte dessa corrente você também!
5 de maio de 2020
terreiro-de-umbanda-entenda-em-10-minutos
Terreiro de Umbanda: Entenda em 10 Minutos
19 de maio de 2020
Exibir tudo

Responsabilidade Social X Caridade: qual a diferença?

Será que você consegue reconhecer qual o papel de cada um desses temas tão importantes à sociedade? Chegou o momento de descobrir!

Texto: Paula Santana

É possível confundir os dois termos, visto que ambos se referem à pensamentos e atitudes de benfeitoria à comunidade. Porém, tanto a responsabilidade social quanto a caridade têm suas diferenças entre si, apesar de alguns pontos em comum. Que tal conhecê-los melhor?

Ser responsável com o meio em que se vive

A responsabilidade social está diretamente relacionada às questões de princípios de ética que não só as empresas, mas também as pessoas, devem adotar para que a convivência seja harmônica e problemas de ordem social sejam evitados ou resolvidos. Portanto, manter um engajamento com causas nobres, que estão ligadas à qualidade de vida dos indivíduos, é fundamental.

Isso implica, no caso, em algumas questões até mesmo político-sociais, ou seja, que podem depender da força moral dessa área (como saneamento básico, limpeza de locais públicos, projetos sociais, dentre outros exemplos). Portanto, é importante ressaltar que todas as pessoas têm suas parcelas de responsabilidade social: respeitar e cuidar bem do meio ambiente e se importar com quem mais precisa, participando de ações comunitárias que beneficiem o meio em que se vive, por exemplo, são excelentes maneiras de colocá-la em prática e exercer a cidadania!

O significado de caridade

Esse já é um termo mais utilizado e conhecido pelas pessoas. Isso porque a caridade está relacionada à questões mais debatidas diariamente – embora também sejam profundas, como o fortalecimento da fraternidade no meio em que se vive, assim como valores genuínos e o sentimento íntimo e único de ser solidário com as pessoas ao nosso redor. No dicionário, solidariedade significa “caráter, condição ou estado de ser solidário”; ou seja, é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana!

Para ser uma pessoa caridosa, não é necessário doar uma grande quantidade de dinheiro ou bens a uma determinada instituição. Embora essa atitude seja extremamente positiva, a caridade se revela, principalmente, no ato de auxiliar quem mais precisa, mesmo que isso não envolva nenhum valor financeiro. Doar o seu tempo, por exemplo, a uma fundação na qual são beneficiados idosos ou crianças que necessitam de carinho e de atenção, é um ato caridoso. 

Quem ganha é você!

Quando você exercita tanto a responsabilidade social quanto a caridade no seu dia a dia, por meio de atitudes que tragam benefícios aos outros ou ao ambiente ao seu redor, você acaba aprimorando sua sensibilidade e sua empatia em relação ao mundo. Também é muito possível que tenha novas ideias para colocar em prática, conheça pessoas diferentes e, é claro, aprende muito! Toda experiência que “foge” de nossa realidade ou rotina gera um aprendizado imenso – e isso é muito valioso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.