mironga de Zé
O que tem na mironga de Zé Pelintra?
10 de maio de 2018
Filho de Zé Pelintra, o que quer dizer?
17 de maio de 2018
Exibir tudo

Feijoada de Preto Velho tem sua 14º edição no ICA

feijoada de preto velho

Em homenagem ao 13 de Maio data de promulgação da Abolição da Escravatura no Brasil. Adotou-se por entre os terreiros de Umbanda a comemoração da Festa de Preto Velhos. 

Feijoada de Preto Velho

O prato servido nas festividades dessa linha é a tradicional feijoada de feijão preto. Considerada uma das comidas típicas dos país, a feijoada à brasileira tem sua história constantemente relacionada a vida nas senzalas no período escravagista do país.

Conta-se que a origem do prato acontece dentro das grandes fazendas agricultoras. Os restos animais descartados da alimentação dos senhores (de engenho, de mina e de café) seriam enviados à senzala. Mais tarde, foram acrescidos de feijão e água e os miúdos se tornaram a icônica feijoada.

No entanto, estudiosos da culinária brasileira apontam que essa história seria um mito e uma visão romanceada das relações entre os senhores com a população escravizada. De acordo com o autor do livro A formação da culinária Brasileira, Carlos Alberto Dória, a ideia da feijoada como prato nacional seria consequência das ações dos modernistas, para construir uma identidade nacional brasileira. A partir desses esforços a comida, já popularizada, se tornou um dos signos da brasilidade.

No entanto, o que constata-se nas referências históricas, sobre o cardápio dos escravos é a presença do famoso angu de fubá (sopa rala de água e fubá). Compunham também a dieta, muita farinha de mandioca e feijão com sal e gordura animal.

Ser ancião é ter mansidão. A sabedoria é vista naquele que sabe ponderar, escutar, observar. É na introspecção que você tem o seu maior momento com Deus. É na quietude que você comunga com a manifestação do sagrado.

Pai Rodrigo Queiroz

Veja também: ICA promove a 13º Festa de Pretos Velhos em Bauru-SP

Comemoração na Umbanda

Na Umbanda tomamos para o rito, o simbolismo que a data e comida agregam. Tanto a abolição como a feijoada têm forte referência e apelo a influência da cultura negra no país.

De acordo com Pai Rodrigo Queiroz, a feijoada em homenagem a essa linha é para o Umbandista (em grau de importância) o que o católico tem por Santa Ceia. “Por excelência a feijoada dos anciãos da Umbanda é a maior comemoração genuinamente Umbandista. Já que a Festa de Iemanjá, por mais popular que seja é celebrada em dias diferentes dependendo da região do país e do sincretismo, e ainda, não é uma festividade exclusiva da Umbanda como acontece com a feijoada”.

Durante a preleção ele afirma também que realiza a feijoada aos Pretos Velhos à 16 anos e que essa é a 13º edição realizada no ICA.

 

ICA

Fundado em 2004 o Instituto Cultural Aruanda é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos que atua nas áreas sociais como: Cultura e Educação, Bem Estar Social, Comunicação, Meio Ambiente e Religioso.

Suas várias frentes de atuação visam criar uma rede de ações benéficas, tendo a Umbanda como propulsora de todo benefício coletivo gerado.

O Instituto entende como missão o combate a todo tipo de Intolerância, Preconceito, Repressão e “ditaduras locais” geradas normalmente pela ignorância e a dificuldade de aceitação da diferença.

“Entendemos que se a segregação social e religiosa acontece pela “ignorância” então levaremos luz nas trevas da consciência. Pois só posso aceitar o diferente, o desconhecido quando passo a conhecer.”

Em 2012 o Templo-escola foi selecionado pelo programa “Redes Pontos de Cultura”, do Ministério da Cultura e desde então desenvolve atividades relacionadas a arte e a divulgação da cultura afro-brasileira junto da comunidade.

Em 2014 o terreiro foi premiado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, pela realização das Festas Populares – Celebração aos Orixás, sendo considerado um promotor da valorização do patrimônio cultural imaterial da comunidade do entorno da casa.

 

Texto e Foto: 

Júlia Pereira

 

 

Estudos com inscrições abertas pelo
umbandaead.com.br
e-mail:
[email protected]
[email protected]
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do estudo e/ou produto
Pedimos para que os irmãos que desejem compartillhar os textos desse blog creditem a fonte lincando para o nosso endereço.
Informação da fonte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.