As três Mirongas mais famosas de Umbanda

mironga

As ‘mirongas’ são rituais ou feitiços usados para diferentes propósitos espirituais dentro da Umbanda.

Esses rituais servem para diversos propósitos, desde a cura e proteção até a abertura de caminhos e desobsessão.

Neste artigo, exploraremos três das mirongas mais famosas na Umbanda, cada uma com suas características e finalidades específicas. Ao final, vamos ensinar uma mironga doméstica que qualquer pessoa pode fazer em casa para descobrir se está carregado e precisa procurar ajuda em algum terreiro.

Desobsessão

A mironga de desobsessão é uma prática espiritual reconhecida dentro dos terreiros de Umbanda, destinada àqueles que se encontram em estado de obsessão.

Mas, o que exatamente é uma obsessão?

É uma condição em que uma pessoa está sob a influência persistente de uma ou mais Entidades perturbadoras. Esta influência pode se manifestar de diversas formas e intensidades, variando de interações sutis a invasões energéticas mais intensas e prejudiciais.

O processo de desobsessão é direcionado para aqueles que, muitas vezes sem perceber, convidam estas presenças ao cultivarem padrões vibratórios negativos que ressoam com essas Entidades. Este “convite” não é um ato consciente, mas sim o resultado de emoções, pensamentos e atitudes que criam um ambiente propício para essas Entidades. É fundamental entender que, enquanto algumas obsessões podem ser resultado de magias negativas externas, a maioria delas nasce do próprio ambiente vibratório que o indivíduo cria ao seu redor.

O obsessor é um hóspede não desejado, porém convidado. – Pai Rodrigo Queiroz

Durante uma sessão de desobsessão, as Entidades trabalham para limpar e harmonizar o campo energético do indivíduo, frequentemente por meio de descarregos e passes espirituais. No entanto, é essencial que o indivíduo se conscientize de seu papel nesse processo. A cura não é apenas sobre remover a influência externa, mas também sobre o autoconhecimento e a transformação pessoal. Reconhecer e mudar os padrões que atraíram o obsessor é crucial para uma solução duradoura.

Por exemplo, uma pessoa que constantemente alimenta sentimentos de pessimismo ou insegurança pode estar, sem saber, criando um ambiente que atrai Entidades que vibram nessa mesma frequência. A mudança desses padrões requer um esforço consciente e, muitas vezes, uma orientação espiritual adequada, que pode ser obtida nos terreiro.

Assim, a mironga de desobsessão é mais do que um simples trabalho; é um convite à ao crescimento espiritual. Ao frequentar o terreiro, o consulente é auxiliado não apenas a se libertar da influência obsessora, mas também a compreender e a reformular os padrões emocionais e mentais que permitiram essa influência, promovendo uma transformação pessoal que é essencial para a verdadeira cura.

Abertura de Caminhos

A mironga de abertura de caminhos é uma prática para remover obstáculos espirituais que podem estar impedindo uma pessoa de progredir em diversas áreas da vida. Esta prática está enraizada na compreensão de que, às vezes, os caminhos de uma pessoa podem estar “fechados”, o que pode ser interpretado como a presença de bloqueios energéticos ou espirituais, muitas vezes resultantes de influências externas ou até mesmo de relações tóxicas passadas.

No entendimento umbandista, ninguém é capaz de influenciar outro sem uma conexão preexistente. Portanto, se alguém está sofrendo de caminhos fechados, isso pode ser indicativo de que existem laços vibratórios antigos que permitem tais influências. Essas conexões podem ter sido formadas em contextos variados como relações afetivas, amizades ou mesmo conflitos no ambiente de trabalho.

A abertura de caminhos envolve, portanto, mais do que simplesmente dissipar energias negativas; ela exige o reconhecimento e a resolução dessas conexões. Isso pode envolver a necessidade de cortar laços espirituais e emocionais que mantêm a pessoa vulnerável a tais influências. Por isso, em um trabalho de abertura de caminhos, não apenas para limpa o presente, mas também resolve pendências do passado que possam estar bloqueando o fluxo natural da vida da pessoa.

Essa prática pode impactar diversas áreas, como relações pessoais, oportunidades profissionais e prosperidade financeira. Por exemplo, uma pessoa que está com o caminho do trabalho fechado pode perceber que, apesar de suas qualificações, enfrenta dificuldades para encontrar emprego ou avançar na carreira.

O trabalho para abrir os caminhos tem o objetivo de criar um ambiente onde os bloqueios são removidos, permitindo que a pessoa retome o controle sobre sua vida e atraia influências e energias positivas. Isso é feito através de rituais que envolvem oferendas, orações e a invocação de Entidades que auxiliam na limpeza e proteção dos caminhos da pessoa.

Dasamarração

A mironga de desamarração é uma prática destinada a libertar uma pessoa de amarrações afetivas ou sexuais indesejadas. Essas amarrações são frequentemente consideradas manipulações energéticas que prendem uma pessoa a outra contra sua vontade, geralmente sem que a parte afetada tenha consciência inicial do que está acontecendo.

A amarração pode ser vista como uma forma de “crime espiritual”, onde um indivíduo, incapaz de lidar com sua frustração ou carência afetiva, busca manter outra pessoa ligada a ele por meio de práticas negativas. Isso é feito geralmente sem o consentimento ou o conhecimento da pessoa amarrada, ignorando completamente sua liberdade e arbítrio.

A amarração se manifesta, muitas vezes, através de uma dependência fisiológica, principalmente sexual, onde a pessoa amarrada sente uma compulsão inexplicável para estar com o amarrador, mesmo que não exista um vínculo afetivo real ou mesmo que a relação seja prejudicial. Esse fenômeno ocorre porque a amarração aproveita uma conexão pré-existente, para manter a vítima ligada.

A desamarração, portanto, é o processo de quebrar esses laços energéticos indesejados. Durante a sessão, são utilizados rituais para limpar o campo energético da pessoa afetada, remover as influências espirituais negativas associadas à amarração e blindar contra novas investidas energéticas. Este trabalho é delicado e deve ser realizado por um praticante experiente, pois envolve lidar com Entidades espirituais que podem estar viciadas na energia sexual e que foram “contratadas” para manter a amarração.

Além da limpeza energética, a desamarração também envolve um trabalho de conscientização e cura emocional para a pessoa afetada, que ajuda ela entender e resolver a vulnerabilidade que permitiu que a amarração ocorresse. É importante que a pessoa se afaste definitivamente das influências do indivíduo que causou a amarração e tome medidas para fortalecer seu próprio campo energético e emocional, evitando assim futuras manipulações.

Mironga Caseira

Essa é uma prática simples e tem o objetivo de identificar se a pessoa tem a necessidade de buscar ajuda espiritual. Esta prática pode ser realizado por qualquer pessoa em casa, utilizando itens comuns e seguindo o passo a passo a seguir:

Materiais Necessários:

  • Um copo de vidro
  • Sal grosso
  • Água mineral
  • Um galho de arruda
  • Papel e caneta (opcional, se preferir escrever na vela)
  • Uma vela branca (tipo palito)

Passo a passo

  1. Coloque três dedos de sal grosso no fundo do copo de vidro. Se estiver usando um copo pequeno, preencha um terço do copo com sal grosso.
  2. Complete os dois terços restantes do copo com água mineral.
  3. Segure um galhinho de arruda e faça a oração (abaixo do passo a passo)
  4. Utilize o galho de arruda para fazer uma cruz no seu corpo: do topo da cabeça ao umbigo e de uma mão à outra, passando a arruda suavemente como se fosse um pincel.
  5. Após passar no corpo, coloque a arruda dentro do copo com sal e água. A arruda deve flutuar inicialmente.
  6. Escreva seu nome completo e data de nascimento em um pedacinho de papel e coloque-o sob a vela. Alternativamente, escreva esses dados diretamente na vela usando um palito de dente.
  7. Acenda a vela e coloque-a próximo ao copo, tomando cuidado para evitar riscos de incêndio.
  8. Enquanto acende a vela, faça uma oração evocando seu anjo da guarda e seu Orixá, pedindo que ativem o campo vibratório e tragam respostas sobre seu estado espiritual, vibratório e energético.

Oração para Mironga caseira por Rodrigo Queiroz

“Eu invoco Deus, invoco os divinos pais e mães Orixás, invoco a divina Jurema sagrada, peço que ative a força espiritual, mágica e consciente desta arruda para que esta interaja com o meu campo vibratório e traga a revelação sobre o meu estado atual, Axé, Saravá, Mojubá.”

Este ritual é simples, mas pode ser poderoso para quem busca entender melhor sua condição espiritual e a necessidade de intervenções mais profundas. É uma maneira acessível de fazer uma autoavaliação energética e decidir sobre os próximos passos em seu caminho de desenvolvimento pessoal e espiritual.

Assista o Ep. 380 do Médium de Terreiro com Pai Rodrigo Queiroz

Rodrigo Queiroz

Filósofo, sacerdote de Umbanda, pesquisador da cultura afro-brasileira, fundador da plataforma Umbanda EAD e diretor da Instituição Ubuntu.

Copidesque: Matheus Gobbi

Assine
nossa news

Ao se inscrever, você concorda que a Umbanda EAD poderá te enviar emails. Você pode se descadastrar a qualquer momento. Política de Privacidade