EXU-MIRIM NUNCA ENCARNOU E NÃO FOI MENINO DE RUA

Boa noite gente como vai, como passou.. Exu Mirim é pequenininho, mas é bom trabalhador!

A afirmação do título pode chocar muita gente que já viu Exu-Mirim incorporar e afirmar ter sido “moleque de rua” em outras vidas. E se formos pensar assim os Erês seriam as crianças “boazinhas” enquanto os Exus-Mirins ficariam com o posto de trombadinhas.

A concepção remonta um histórico de incorporações infelizes em sua compreensão e inflamada de mistificações. O comportamento grosseiro, desleixado e vulgar se tornou uma praxe em muitos terreiros e ao mesmo tempo que chamava a atenção de quem passava pela consulência, também trazia muitas dúvidas quanto a sua origem e o propósito de sua manifestação.

Pai Alexandre Cumino fala sobre essas concepções no estudo Pombagira e Exu-Mirim e levanta a questão dizendo não haver caridade em uma versão que entende Exu-Mirim como alguém que desencarnou ainda criança em razão da vida desgraçada que teve e por isso obriga-se a trabalhar como Exu no pós-vida.

CLIQUE AQUI E SAIBA O QUE É O PACOTE ENCRUZA

Que caridade que amor pode existir se acreditarmos numa história dessas?! Em que uma criança que teve uma vida terrena não muito feliz e desencarna ainda criança se vê relegada a ser e trabalhar como Exu Mirim?!

Pai Alexandre Cumino em Pombagira e Exu-Mirim

Mas a dúvida ainda permanece.. afinal quem são esses espíritos que pisam na linha de Umbanda? Se não são humanos, o que são?

 

Seres Encantados

Presente na sétima dimensão à esquerda da nossa (humana), pertencentes ao estágio da vida denominado Plano Encantado e dotados de fatores ainda pouco compreendidos à nossa realidade, os espíritos que se manifestam na Umbanda se identificando como Exu-Mirins tem como marca registrada a exaltação do caráter antagônico, oposto e contrastante das coisas.

 

É neste estágio em que começamos a adquirir certa consciência, somos considerados “seres encantados”, onde somos conduzidos por nossos sentidos, onde nossas faculdades relacionadas a tal sentido afloram e amadurecem de tal forma que passam a expandir nossa capacidade mental.

Pai Alexandre Cumino – Pombagira e Exu-Mirim

Vocês já ouviram falar nos tricksters? Aqueles pregadores de peça dos mitos, histórias e filmes? Bom, a manifestação de Exu-Mirim traz muito disso. Diferente da bença de um Preto Velho e de suas palavras profundas, esses pequenos trabalhadores vêm para rir dos nossos conflitos e nesse riso sarcástico e contínuo mostrar que tanto a dificuldade quanto a sua resolução surgem de dentro pra fora e que também, não há o que se pedir para o externo se o interno não estiver a fim.

Nesse momento vale uma ressalva: não confundir com a manifestação e mistério que Exu atua, onde também tem gargalhada, mas junto disso idealiza-se outro propósito, que pode ser o de observância, guia, determinação, força, proteção e retidão para os nossos desvios.

CLIQUE AQUI E SAIBA O QUE É O PACOTE ENCRUZA

Exu-Mirim traz outra pegada, vem para nos fazer repensar e introduz assim o paradoxo entre o que é moral e imoral a nossa razão. Com isso essa manifestação traz consigo o fator do Orixá Exu-Mirim. Nossa, pera, agora isso ficou mais confuso! Orixá??

Coincidentemente confusão é coisa de Exu-Mirim! hehe

Mistério Divino do Orixá Exu-Mirim

Na gênese da Umbanda esse orixá corresponde ao estado do nada e ao estágio das intenções, que vem antes mesmo do vazio (Orixá Exu) e da plenitude e criação (Orixá Oxalá). Por isso Orixá Exu-Mirim por excelência está em todos os outros mistérios, pois tudo o que se realiza é antes intencionado.

São elas, as intenções, que levam os seres aos mais elevados atos ou as mais terríveis ações.

Orixá Exu-Mirim, Rubens Saraceni

 

Pai Rubens Saraceni é o único autor a pontuar sobre o mistério Exu-Mirim como Orixá e também é o primeiro a falar sobre essa manifestação distanciando-a do arquétipo de criança marginalizada e propondo o conceito da 7º dimensão e do Plano Encantado.

No livro orixá Exu-Mirim – Fundamentação do Mistério na Umbanda ele abre pela primeira vez as definições e proposituras dessas afirmações, e desta forma, coloca Exu-Mirim enquanto orixá como em suas próprias palavras  “um dos pilares sustentadores de tudo o que cremos e ensinamos aos nossos seguidores quando falamos: os bons evoluem e os maus regridem (..) Exu-Mirim está bem ali no limite ente o bem e o mal, o justo e injusto, entre o racional e o instintivo, entre a luz e as trevas, entre a verdade e a falsidade..entre tudo e todos.”

Em outras palavras Exu-Mirim é a regência que nos toca quando paramos para pensar sobre nossas ações e intenções. É aquele momento que nos autoavaliamos e colocamos na balança nossos feitos. Bom, essa é a primeira intervenção de Exu-Mirim.

CLIQUE AQUI E SAIBA O QUE É O PACOTE ENCRUZA

Se após ser atuado em seu próprio íntimo e mesmo assim não reconhecer seus erros, o ser passa a regredir no sentido em qual está desequilibrado e isso também é atuação de Exu-Mirim.

O que vale são as intenções, todas passam pelo crivo rigoroso de Exu-Mirim e muito do que nós, espíritos encarnados, julgamos certo ou correto para ele não é, e vice-versa, pois nem sempre o que julgamos errado, de fato o é.

Orixá Exu-Mirim, Rubens Saraceni

Com isso o escritor deixa claro que o “regredir no sentido em qual está desequilibrado” é algo que foge a nossa compreensão e nada tem a ver com os valores de pecado truncados em nosso consciente social, histórico, político, regional e religioso.

Bom, então até aqui entendemos que Exu-Mirim no terreiro não é delinquente infantil desencarnado e que enquanto mistério divino (orixá) ele tem seu campo específico de atuação nas intenções e é a partir delas que o seus outros fatores se realizam.

Mas, esses outros fatores e o aprofundamento no mistério Exu-Mirim é a especialidade do tutor Alexandre Cumino no curso supracitado, por isso não vamos nos alongar sobre isso. Agora voltaremos a falar um pouco sobre a manifestação de Exu-Mirim incorporado no terreiro.

Exu-Mirim: o espelho do médium

Se Exu-Mirim não é criança por que trazem trejeitos infantis na incorporação?

À essa pergunta podemos dizer que as características a qual podemos comparar ao comportamento de crianças em nosso plano, fazem parte da essência dos seres encantados, mas que o caráter briguento, mal-educado e desrespeitoso não se relaciona com essa manifestação e o arquétipo que fala palavrão, apresenta-se com gestos obscenos e bebe e fuma sem moderação NÃO É em hipótese alguma atributo de Exu-Mirim.

O que explica então essas manifestações desvirtuadas, é o processo osmótico espiritual que são particularidades presentes também em Exu e Pombagira.

O processo osmótico é responsável por refletir na incorporação o inconsciente de seus médiuns. Sendo assim, são eles nossos refletores naturais. Mãe Lurdes de Campos Vieira também fala sobre essa questão no livro Os Guias Espirituais da Umbanda e Seus Atendimentos.

“Mentes distorcidas criaram falsos arquétipos para eles, que também não são Erês; são seres encantados da esquerda, curiosos, agitados, atentos, mas jamais desrespeitosos, mal-educados ou irreverentes.”

O que aconteceu é que foi se criando ao longo do tempo um tipo de comportamento na incorporação de Exu-Mirim onde médiuns despreparados extrapolavam tanto do bom-senso, que essa linha de trabalho chegou a ser banida de alguns terreiros e colocada como algo ruim, o que na verdade é um prejuízo sem precedentes, pois o campo de atuação desses encantados é extremamente importante. Pai Alexandre Cumino pontua isso no curso dizendo “Exu-Mirim entra em lugares que outras entidades não querem entrar. Exu-Mirim vai, realiza, faz e volta e entra e sai sem muitas vezes nem ser percebido por aqueles que dominam alguns campos, algumas realidades, algumas dimensões.”

Ele continua explicando que a peculiaridade do trabalho desses seres é um elemento importante pra religião, pois é nessa força que se realiza o bom descarrego, corte de demanda e limpeza pesada de espaços físicos. É normal que em algumas casas esses pequeninos venham ao final de giras, onde foi se constatado um trabalho mais pesado, para realizar a assepsia do terreiro e médiuns.

Exu Mirim ele é infantil, ele vem de outra realidade, outro mundo, por isso que ele pode sim fumar, pode sim beber, porque ele não é espírito humano, ele não é uma criança, ele não vive segundo nossos padrões, não vive segundo nossos valores e não precisa porque ele não é, não foi e não será.

Pai Alexandre Cumino em Pombagira e Exu-Mirim

Mãe Lurdes aponta na obra supracitada que nós temos uma ligação mental à Exu-Mirim, que se sustenta por meio de cordões energéticos, e sendo assim, devemos nos manter em equilíbrio com eles e também com outros seres e espécies de diferentes dimensões da vida, para que assim estejamos em harmonia com o Todo.

E esse é outro ponto que Pai Alexandre Cumino aborda durante o estudo “A Umbanda não trabalha apenas com espíritos humanos isso é fundamental de se aprender. Ela não está limitada a ser espiritismo. Umbanda trabalha com espíritos e principalmente com espíritos, mas não somente com espíritos. Umbanda trabalha também com seres encantados, seres elementais, com forças da natureza, com Divindades..”

Bom, esse texto ficou maior do que nós esperávamos, mas não podemos deixar de falar sobre a característica que praticamente dá nome a essa linha de trabalho. Nos referimos à Exu-Mirim no texto chamando-os de pequenos e não é só pela personalidade infantilizada não! De acordo com alguns clarividentes os Exus-Mirins são mirins meeesmo e se assemelham aos povos pigmeus, além de que possuem orelhas avantajadas.

Para quem já assistiu O Senhor dos Anéis automaticamente já deve ter relacionado eles com os hobbits! hehe Enfim, o fato é que pequeno ou não Exu-Mirim é bom trabalhador! E é uma oportunidade única de tê-los conosco. Além do autoconhecimento que é mistério próprio deles é a chance também de conhecer por meio dessa manifestação uma realidade paralela à nossa.

MOJUBÁ EXU-MIRIM!! SALVE SUA FORÇA E VIGIE NOSSAS INTENÇÕES!!

 

TEM INTERESSE EM ESTUDAR MAIS SOBRE ISSO? CLIQUE AQUI

 

Texto:

Júlia Pereira

 

Imagem:

Pedro Belluomini

 

Links úteis: 

Curso Pombagira e Exu-Mirim

Livro Os Guias Espirituais da Umbanda e Seus Atendimentos, Ed. Magras. Lurdes de Campos Vieira

Livro Orixá Exu-Mirim, Ed. Maduras, Rubens Saraceni

Audio de Pai Rubens Saraceni sobre Exu-Mirim:

 

Cursos com inscrições abertas pelo
http://www.umbandaead.com.br
e-mail:
contato@umbandaead.com.br
blog@umbandaead.com.br
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do curso e/ou produto
Pedimos para que os irmãos que desejem compartillhar os textos desse blog creditem a fonte lincando para o nosso endereço

1 comentário

  1. Ótimo texto sobre os nossos exus mirins, protetores de todos nós, principalmente das crianças.
    E umas das melhores habilidades que ele possui é penetrar em locais que nenhum outro exu pode penetrar.
    Salve os exus mirins !!!
    Salve os seres encantados!!!
    Exu mirin mojubá !!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s