Olha o tempo Mãe Logunã!

Mãe cósmica, ou seja ativa em seu mistério, onde todos os seres influenciados por seu axé são redirecionados a tomada de novas ações, é em si a particularidade de Deus que corresponde ao campo da fé. 

Logunã faz par com Oxalá na primeira linha de Umbanda e juntos agem diretamente sob tudo o que compreendemos como realidade. Se somos algo, somos porque acreditamos em algo. Entendemos, compreendemos e depositamos nossa  nessa realidade e como acreditamos que ela seja.

Essa compreensão de nós e do mundo é mistério de Mãe Logunã. Vocês já ouviram a frase “o mundo não é como ele é, o mundo é como você vê”? Pois bem, quando dizemos isso, estamos vislumbrando o mistério dessa Orixá, que em sua atuação também compreende o nosso sentido de tempo.

Tempo este que nos garante a certeza do ontem, do hoje e do amanhã, e é contando a história dos tempos que o homem consegue se organizar perante a vida. É sob essa contagem que vivemos diariamente, desde os milésimos de segundos até as eras de todos os universos.

Viver em si já é mistério de Mãe Logunã. Vivemos o tempo, contamos meticulosamente o tempo e se os homens não se afenizam em inúmeras questões, entrando em confronto por mínimas convicções, há algo que nenhum deles o nega..

O tempo se prova todos os dias, desde as formas com o qual nossa pele vai se moldando até a máxima expressão em seu deleite: a sabedoria.

Pra nós, na Umbanda tempo é Mãe, é a face feminina de Olorum temida pelos enganadores da fé… Sim, Mãe Logunã como primeira linha de Umbanda e acentada no mistério da fé é a responsável por negativar os que se utilizam da fé alheia para ludibriar, manipular, extorquir e garantir lucros a si.

Revelada por Pai Benedito de Aruanda à Rubens Saraceni, o mistério de Logunã, anteriormente chamada de Oiá-Tempo é segundo Pai Alexandre Cumino “o próprio espaço-tempo onde tudo se manifesta, portanto é uma divindade atemporal, não estando sujeito a ele, mas regendo o seu sincronismo“.

Nos estudos de Pai Rubens Saraceni sobre esse mistério ele traz que é comum as filhas de Mãe Logunã apreciar as coisas religiosas, o estudo, a música suave, um pouco de isolamento, conversas construtivas, a companhia de pessoas discretas e de homens maduros, reservados e amorosos.

Como uma “Orixá nova” a atuação de Logunã sob a vida dos seres além de pouco compreendida também é pouco tratada pelos segmentos de Umbanda, sendo sua presença mais notada dentro da vertente que se disseminou como Umbanda Sagrada.

De acordo com a literatura de Mestre Rubens Saraceni, Logunã já teve seu culto largamente praticado nas antigas religiões africanas, mas assim como aconteceu com centenas de outros Orixás o rito em torno dessa divindade foi se perdendo e isso se deve a inúmeras razões, dentre elas, a explicação de quê tais cultos foram se degradando, dissipando-se do seu sentido positivo e promovendo a prática banalizada, o que resultou no cessar do acesso a esse mistério às civilizações.

Mãe Logunã então é uma Orixá que se recolheu em seu mistério por muitos anos e muitos anos e que volta a se manifestar – agora na Umbanda – há pouco mais de 10 anos.

Em mim eu sinto todos os Orixás e então Pai Benedito de Aruanda revela Logunã e eu acendo apenas uma vela e coloco um copo de água e eu sinto….eu sinto Logunã na minha pele, na minha alma e ninguém precisa me dizer se ela existe ou não, eu sinto e é aqui que eu avalio se ela existe na minha vida.

Pai Alexandre Cumino durante a Jornada Teologia de Umbanda

Em um sincretismo Santa Clara, encontramos seu dia de comemoração no rito umbandista no mesmo dia que marcou o falecimento da santa católica conhecida por sua fé fervorosa em Jesus Cristo, sendo que mesmo nascida de família nobre, opta por abandonar família e um casamento promissor para servir a caridade e o atendimento aos menos favorecidos.

 


 

 

Texto

Júlia Pereira

 

Imagem

Retirada da internet

 

BLOG_LOGO_00000

Cursos com inscrições abertas pelo
http://www.umbandaead.com.br
e-mail:
contato@umbandaead.com.br
blog@umbandaead.com.br
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do curso e/ou produto
Pedimos para que os irmãos que desejem compartillhar os textos desse blog creditem a fonte lincando para o nosso endereço

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s