#ForçaArlindo
20 de março de 2017
RISCOS DE UM TERREIRO NÃO LEGALIZADO
31 de março de 2017
Exibir tudo

Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial

Neste dia, no ano de 1960 (há 57 anos apenas!!), cerca de 20.000 pessoas realizavam um protesto pacífico na cidade de Joanesburgo, África do Sul. O motivo da manifestação era a revolta da população contra a lei que impunha, que cidadãos negros fossem obrigados a carregar um cartão que continha a descrição dos lugares ao qual eram permitido-os a frequentar.

Lei do Passe como era conhecida, fez parte do apartheid – regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994 na África do Sul. Durante o período em que o regime vigorou, os direitos da maioria dos habitantes foram cerceados pelo governo formado por uma minoria branca.

Leia também: O RACISMO VELADO NO BRASIL

A forma de política nacional do apartheid trouxe com ela a violência, opressão e privação da cidadania da população negra no país, e é nesse contexto que acontece em 21 de Março de 1960 o Massacre de Sharpeville. O protesto contra a Lei do Passe descrito no início culminou no assassinato de mais de 69 manifestantes e cerca de 180 feridos.

Pintura retratando o Massacre de Sharpeville

 

A brutalidade dos fatos – abrir fogo contra uma manifestação pacífica de uma multidão desarmada – fez com que a opinião pública começasse a enxergar com mais importância o caos vivido no regime vigorante.

Em 1969, a ONU – Organização das Nações Unidas implementa então o 21 de Março como Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial.


Texto: Júlia Pereira

Fontes de Pesquisa:

ONU

Por Dentro África

Wikipédia

Imagem: Retirada da internet

BLOG_LOGO_00000

Cursos com inscrições abertas pelo
www.umbandaead.com.br
e-mail:
[email protected]
[email protected]
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do curso e/ou produto
Pedimos para que os irmãos que desejem compartillhar os textos desse blog creditem a fonte lincando para o nosso endereço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.