NATAL PARA O UMBANDISTA
24 de dezembro de 2016
ERVAS PARA BANHOS E DEFUMAÇÕES NA FORÇA DE IEMANJÁ
26 de dezembro de 2016
Exibir tudo

Meu Pai Oxalá é o Rei, venha me valer!

Orixá na Umbanda
oxalá

Representação de Jesus e Oxalá na Umbanda. Reprodução Pinterest

Presente na primeira linha de Umbanda, o Orixá do branco, da paz, da fé, da compreensão e da compaixão é sincretizado com a figura divina mais popular por entre as religiões. Por partilharem de simbolismos em comum, a imagem de Oxalá e Jesus Cristo são comumente associada, sendo a figura de Cristo com os braços abertos encontrada na maioria dos congás de Umbanda, em posição de destaque.

Pai Oxalá rege o sentido da fé nos seres desenvolvendo sua atuação dentro do fator universal que segundo o estudo de Pai Rubens Saraceni é o amparo divino que toda pessoa que vibra positivamente no campo da regência do Orixá obtém.

Por exemplo, um sacerdote, um missionário ou qualquer ofício que exerça um trabalho bem-intencionado em prol da fé estará amparado pela face positiva da irradiação do Trono da Fé que estimula e encoraja os seres afins dessa qualidade de Deus.

Mistério da Fé

Dentro desse entendimento Oxalá corresponde ao espaço, a plenitude, é a primeira qualidade de Deus e é também o Orixá da criação. O filósofo e matemático francês René Descartes indagou durante seus estudos que só existimos porque pensamos – famigerada frase “Penso, logo existo“.

Bom, se usarmos o pensamento de Descartes dentro do entendimento do Orixá Oxalá encontramos um ponto de encontro, onde as realidades desse mundo só são criadas a partir do momento em que pensamos e acreditamos nelas e é nesse sentido que a qualidade da fé de Deus (Oxalá) se manifesta.

Nós concebemos nossa realidade a partir do momento em que ela se torna nossa verdade e por conseguinte creditamos fé à ela. Na criação é esse o papel de Pai Oxalá, irradiar nos seres a capacidade de ter fé nas coisas e congrega-las em prol de um objetivo.

Pai Alexandre Cumino explica sobre esse mistério no estudo em Orixás na Umbanda dizendo que Pai Oxalá une as pessoas em uma mesma verdade ou doutrina e dá o exemplo de quem está à frente de um templo ou de uma religião.

Imagine: se todos estão no mesmo barco estão agregados. Agora, estaremos congregados a partir do momento em que remarmos todos para o mesmo lugar, por isso somos congregados em torno da Umbanda, estamos congregados na Umbanda.

Pai Alexandre Cumino em Orixás na Umbanda

Por isso além de emanar de si a fé, a Pai Oxalá também credita-se o magnetismo congregador que está em tudo e em todos transitando em todos os outros mistérios e linhas de Umbanda.

Sem fé não há amor, sem amor não há um conhecimento real e verdadeiro, sem conhecimento não se aplica a justiça, sem justiça não existe lei, da mesma forma sem esses sentidos não existe evolução e muito menos geração.

Pai Alexandre Cumino, livro Orixás na Umbanda

Simbolismos

Representação de Oxalá africano com opaxorô.

O branco de Pai Oxalá simboliza a paz e também expressa a união de todas as cores (linhas de Umbanda) que como sabemos se fundem formando o branco.

O opaxorô também é um dos elementos que compõe a simbologia do Orixá, o cajado ornamentado traz na maioria de suas representações uma pomba branca no topo reforçando o conceito de paz, harmonia e boa nova.

Conexão com esse mistério

Todo lugar é ponto de força de Pai Oxalá, pois seu mistério está relacionado ao espaço, por isso para a realização de oferendas é recomendado lugares calmos e/ou campos abertos onde sua energia vibra com mais intensidade.

Para as oferendas é comum o uso de velas brancas ou douradas e frutas de polpa branca como coco verde, pêra e melão.. Mel e vinho branco também são bem-vindos! Quanto as flores dê preferência para as de cor branca com ênfase nas rosas.

As pedras desse Orixá são o cristal ou o quartzo que remetem a pureza e a transparência dessa regência.

 

No dia 25 muitos umbandistas rendem suas preces à Pai Oxalá em razão do sincretismo com Jesus Cristo (falamos sobre isso o texto: Oxalá é Jesus?), então à todos os leitores do Blog Umbanda EAD desejamos nosso Feliz Natal, que a fé nunca nos falte.. que nosso ser, nesse novo ano que virá permaneça preenchido com a plenitude emanada de Pai Oxalá.

Para encerrar esse texto destacamos uma frase de Pai Rodrigo Queiroz sobre o mistério da Fé na Umbanda:

Os homens precisam de Deus?

eu digo que Deus não só enquanto crença,

mas como força viva da natureza

presente em todos os seres e em todas as coisas,

de forma palpável ou invisível, tátil ou imaginativa

Deus é o alimento da alma.

É uma força,

não só uma consciência

mas um mistério

que envolve todos nós e que é como um sol para a alma.

EPÁ BABÁ OXALÁ!! SALVE O ORIXÁ DO BRANCO!! SALVE NOSSA FÉ NA UMBANDA!!

 

Texto:

Júlia Pereira

Imagem:

Retirada pinterest (clique para acesso)

 

Estudos com inscrições abertas pelo
umbandaead.com.br
e-mail:
[email protected]
[email protected]
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do estudo e/ou produto
Pedimos para que os irmãos que desejem compartillhar os textos desse blog creditem a fonte lincando para o nosso endereço.
Informação da fonte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.