Conheça os NOVOS livros de Rubens Saraceni

Os dois lançamentos – obras póstumas – de Pai Rubens Saraceni, são romances mediúnicos e contam a trajetória de espíritos já desencarnados. No prefácio de um dos livros Wagner Veneziani Costa, presidente da Madras Editora homenageia o amigo dizendo “só posso ter sentimentos de Gratidão, Respeito e muito amor por esse ser especial!”. 

Mistério do Guardião do Arco-Íris Divino

A obra relata a jornada de um espírito que na medida que trama se desenlaça ele vai descobrindo suas percepções mais aguçadas que lhe revelam mistérios nunca antes entendidos.

 

Recordei-me do Sr. Caboclo Sete Espadas dizendo-me: filho, as simbólicas sete espadas nada mais são que os sete poderes da Lei, que, se são constantes dos males, no entanto atuam com a mesma precisão do bisturi de um exímio cirurgião que só cota do corpo sua parte necrosada, e nunca seus tecidos sadios.

O livro traz em uma narrativa envolvente e acessível a questão dos mistérios do reino mineral-cristalino dando destaque ao orixá Oxumaré.

 

O Guerreiro do Sétimo Sentido – A Lei e a Vida

Este livro é um pouco mais denso que supracitado e narra um “sonho real” como descreve Rubens Saraceni, de um espírito e seus questionamentos mais íntimos sobre sexualidade. Feroz em seus diálogos, Rubens propões reflexões de um ser que “tem em si a luz, mas nele também latejam as trevas”.

Tomei-a nos braços e a possuí ali mesmo naquele solo escuro, diante dos olhos das centenas escravas dela

PSICOGRAFIA NA UMBANDA

A primeira menção sobre psicografia dentro da Umbanda é do sacerdote Rubens Saraceni. Com mais de 50 obras, o sacerdote divide seus livros entre os que fundamentam a Umbanda e seus diversos aspectos, e os romances psicografados.

Rubens, iniciou um processo que transcendeu as barreiras que instauravam o que cada religião podia ou não realizar. Hoje, é fácil encontram obras de diversos autores umbandistas que psicografam romances mediúnicos, porém nem sempre eles foram bem aceitos.

Em entrevista com a Revista Sexto Sentido, ele explicou..

“quando eu iniciei a psicografia – com alguns livros que foram publicados e outros que não foram – e quando surgiu O Guardião da Meia Noite, que foi um marco na umbanda como psicografia de um médium umbandista, isso foi um pouco assustador porque a psicografia estava associada ao espiritismo, ao kardecismo. Na época, eu recebi críticas de irmãos kardecistas; pois, seu eu era da umbanda, como é que eu podia psicografar? Médium é médium, seja da umbanda, candomblé ou espiritismo, não importa a doutrina que ele siga. Eu mostrei que o dom da pessoa independe da formação religiosa; tendo o dom, ela canaliza o que o astral quer”

 

 

Para adquirir as obras acesse >> terramystica.com.br <<

 

Texto: Júlia Pereira

Imagem: Pedro Belluomini

 

BLOG_LOGO_00000

Cursos com inscrições abertas pelo
http://www.umbandaead.com.br
e-mail:
contato@umbandaead.com.br
blog@umbandaead.com.br
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do curso e/ou produto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s