No meio da passeata havia um intolerante..

Nesta terça-feira (12/01) aconteceu em Belém-PA o Ato Público contra racismo e intolerância religiosa. O evento contou com o apoio da SJUDH (Secretaria do Estado e da Justiça de Direitos), e foi realizado a fim de conscientizar a população da capital sobre o respeito aos povos tradicionais que se concentram na região.

Lamentavelmente, esse respeito acabou sendo infringido no ato. Em meio a manifestação duas senhoras (o que consegue se ver no vídeo) dão as mãos e começam a “orar em línguas” aludindo a um processo de exorcismo das pessoas que participavam da caminhada.

A intolerância que vem a tona em plena “luz do dia” e em meio a uma manifestação que prega exatamente o contrário, ameaça gravemente o direito e garantias fundamentais dispostas na constituição federal.

Ver também: Intolerâncias da Fé

Na ocasião também foi distribuído pelo Movimento Atitude Afro Pará uma carta-manifesto intitulada “Belém cidade de direitos” descrevendo o que eles esperam do governo para os próximos anos com relação aos povos tradicionais e o respeito a sua cultura. Dentre isso, correlacionaram a questão do racismo com as atitudes intolerantes aos membros de religiões afro-brasileiras.

Em entrevista a Agência Pará o Babá Edson Catendê completou, “queremos uma Belém mais cidadã e rica em suas diferenças.”

Texto: Júlia Pereira

Imagem e vídeo: Reprodução Facebook

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s