O que esperar do ano de Oxalá e Iemanjá?
31 de dezembro de 2015
Dos tambores da macumba ao samba
11 de janeiro de 2016
Exibir tudo

Oferendas são deixadas no gramado do Congresso Nacional

Na véspera do dia em que comemora-se a liberdade dos cultos, (07 de Janeiro) foi encontrado em frente ao Congresso Nacional duas manifestações de práticas religiosas, notoriamente pertencentes a cultura umbandista.

Dois alguidares, champanhe, marafo, rosas e charutos eram alguns dos elementos que compunham a oferenda deixada no gramado do Palácio Nereu Ramos nesta manhã. A notícia que circula dentre os maiores meios comunicação, intriga sobre o seu significado, intenção e autoria.

Em entrevista com o site G1 o Presidente da Federação de Umbanda e Candomblé de Brasília e Entorno, Rafael Moreira explicou um pouco sobre como a oferta pode ser interpretada “Quando se tem a pimenta geralmente não seria por uma boa causa (agradecimento). Poderia ser um pedido de ajuda, de transparência, pedindo mobilidade para que o Congresso, juntamente com a sociedade civil, pudesse ter mais identificação com a sociedade. Também tem sentido de abrir os caminhos dos parlamentares que estão lá dentro”.

Na entrevista ele também apontou para quais entidades o trabalho teria sido destinado: Exu e Pomba Gira. Ver: Oferendas são colocadas em frente ao Congresso Nacional em Brasília. Os objetos e alimentos foram retirados do local, porém,  a mensagem de apelo da sociedade em relação a situação da política atual permanece.

Texto: Júlia Pereira

Imagem: Wikipédia


Acesse o site do Umbanda EAD e conheça nossos cursos www.umbandaead.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.