Iemanjá será presenteada com cânticos ao invés de oferendas

“Era uma vez uma senhora encantada e encantadora que se tornou conhecida como ‘A Grande Mãe’. Em seu colo, as crianças se aconchegavam e os adultos buscavam conforto para as dores do dia a dia.”

Mãe Stella de Oxóssi

 

A inovação parte do Ilê Axé Opô Afonjá, casa de Mãe Stella de Oxóssi, líder religiosa e ícone na militância pela representatividade e respeito da cultura afro-brasileira.

Nesta segunda-feira ela escreveu para o jornal A TARDE, relatando sobre a mudança que ocorrerá a partir de 2016 nos rituais de oferendas a orixá Iemanjá.

No artigo Presença sim, presente não! Mãe Stella narra a história de Iemanjá que se vê preocupada com a situação atual do meio ambiente, e em como as oferendas depositadas nas praias em datas festivas corroboram para a degradação de sua casa.

Quanto mais Iemanjá ajudava as pessoas, mais presentes eram depositados em sua casa. Seu lar foi ficando sujo. Iyemanjá pediu, então, que as pessoas não lhe dessem presentes de plásticos nem de metal, pois estes, com o tempo, transformavam-se em lixos difíceis de serem degradados” disserta em trecho do texto.

Ela também diz que o candomblé é uma religião ecológica em que seus filhos precisam viver essa premissa, e por isto a partir de 2016 seus filhos de santo irão oferendar cânticos na beira do mar e não mais alimentos, flores, perfumes e objetos como normalmente é feito.

Na declaração convida também quem for corajoso e consciente a entender que os costumes podem ser adaptados em prol do planeta e sociedade. “Os ritos se fundamentam nos mitos e nestes estão guardados ensinamentos valorosos. O rito pode ser modificado, a essência dos mitos, jamais!” completa a ialorixá.

Nas datas em que se saúda a Iemanjá muitas praias brasileiras se enchem de lixo advindos das homenagens prestadas a orixá. Nem sempre a poluição é do religioso de vertente umbandista ou candomblecista já que os ritos fazem parte da cultura popular, porém, a responsabilidade pela sujeira quase sempre é atribuída a esses segmentos.

A iniciativa de Mãe Stella abre margem para a reafirmação da consciência ecológica que o religioso precisa ter e disseminar à sociedade.

Confira o texto de Mãe Stella na íntegra: Presença sim, presente não!

Texto: Júlia Pereira 

Foto: Reprodução/Facebook

10 comentários em “Iemanjá será presenteada com cânticos ao invés de oferendas

  1. Grande saudação a mãe.
    A devida permissão para pedir a sua bênção. Rever …os ritos fazem parte da evolução e transformação…
    Gratidão… Está escrito no meu post.

    Sempre

    Curtir

  2. Com grande respeito pela palavra nova da Irmã Stella de Oxóssi, gostaria de saber da opinião dos demais irmãos e irmãs responsáveis pelos inúmeros terreiros da Umbanda – de qualquer canto do Brasil . E se voltássemos a oferecer apenas flores como antigamente?

    Curtir

  3. Corretissima esta resolucao.Estamos cansados de sermos responsabilizados pela sujeira das praias nesta epoca de comemoracoes da Orixa e outras similares.Em tempos que se discute muito sobre preservacao e meio ambiente, que a nossa religiao se engajar nesta campanha ?
    XAYONAKA

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s