3 coisas que acontecem quando incorporamos Exu

Isso é o que acontece quando incorpora Exu

Você sabia que existem 3 coisas fundamentais que acontecem quando você incorpora Exu?

Vamos explorar esses fenômenos e entender melhor como a incorporação dessa entidade pode impactar seu desenvolvimento mediúnico.

1. O magnetismo telúrico de Exu

Quando se trata da incorporação de Exu, é fundamental compreender o magnetismo telúrico que essa entidade exerce. Exu possui um magnetismo, uma vibração, um fluido telúrico que é essencial para o nosso corpo físico e espiritual. Essa interação dessas moléculas fluídicas é crucial para entender a incorporação de Exu.

O magnetismo de Exu

Exu é dotado de um magnetismo único que se conecta diretamente com as energias do nosso corpo e do ambiente ao nosso redor. Esse magnetismo desencadeia transformações sutis, mas significativas, em nosso corpo físico e espiritual durante a incorporação.

A importância do magnetismo telúrico

O magnetismo telúrico de Exu desencadeia uma combinação especial de interações energéticas em nosso corpo, proporcionando uma compreensão mais profunda do processo de incorporação e seu impacto no desenvolvimento mediúnico.

2. O enrijecimento muscular durante a incorporação

Quando ocorre a incorporação de Exu, é comum observar um enrijecimento muscular significativo no médium. Esse fenômeno se manifesta através da contração das mãos, das cordas vocais e até dos dedos dos pés, resultando em uma respiração gutural e uma voz tremida. O médium pode até se curvar ou cair no chão.

É importante que o médium compreenda que esse enrijecimento é uma resposta ao magnetismo denso e vitalizante de Exu, e que tentar lutar contra essa contração pode resultar em desconforto e dor após a incorporação. Geralmente, essa contração dura apenas alguns segundos ou minutos, e conforme a vibração se estabiliza, o corpo do médium tende a relaxar.

O condutor do desenvolvimento mediúnico deve orientar o médium a se permitir relaxar e se soltar durante a incorporação, auxiliando-o a ganhar confiança e compreensão do processo. É fundamental que o médium não associe esse enrijecimento como a forma definitiva da entidade, pois cada incorporação é única e pode variar conforme o momento e as circunstâncias.

3. Como Exu prepara seu campo mediúnico

Quando incorporamos Exu pela primeira vez, estamos preparando nosso campo mediúnico para receber outras entidades. Esse processo de incorporação inicial abre caminho para que o corpo mediúnico e os chakras se tornem mais receptivos a outras manifestações espirituais. Isso ocorre porque a vibração de Exu ajuda a expandir e fortalecer o campo energético do médium, tornando-o mais propício para futuras incorporações.

Além disso, a presença de Exu durante a incorporação também promove transformações significativas no corpo físico e espiritual do médium, preparando-o para interações energéticas mais profundas e diversificadas com outras entidades espirituais.

Liberando-se de crenças limitantes

Ao incorporar entidades espirituais, é comum que o médium se depare com crenças limitantes e imagens pré-concebidas que influenciam a experiência mediúnica. É importante compreender que tais crenças podem impactar negativamente a incorporação, dificultando a fluidez e a harmonia do processo.

A importância da autodescoberta

Para liberar-se dessas crenças limitantes, é essencial buscar a autodescoberta e o autoconhecimento. O entendimento das próprias limitações e a disposição para superá-las são fundamentais para garantir uma incorporação mais fluida e autêntica.

Desconstruindo as crenças limitantes

Identificar e desconstruir crenças limitantes demanda um processo contínuo de reflexão e autocorreção. Ao reconhecer e desafiar essas crenças, o médium pode liberar-se de padrões que comprometem o desenvolvimento mediúnico, permitindo uma conexão mais genuína com as entidades.

Dicas para receber os Guias com fluidez

Quando se trata de receber os guias espirituais sem ficar girando e fortalecer a radiação parado, a chave está em se permitir. Tentar segurar o giro durante a incorporação pode causar desconforto, dor de cabeça e vertigens, tornando a experiência desagradável.

Permitir-se entrar no transe e fluir com a incorporação é essencial para garantir uma conexão autêntica e harmônica com os guias espirituais.


Quer aprender Umbanda com fundamento, simplicidade e segurança?

No curso Teologia de Umbanda vou te ensinar no “detalhinho” quem são os Orixás e as Entidades, quais os fundamentos dos rituais e magias na Umbanda, qual a “origem” da religião para que você possa viver sua espiritualidade sem tabus!

Se preferir, você pode falar com a Carol, nossa Coordenadora de Relacionamento, sobre todas as suas dúvidas pelo WhatsApp no número (14) 99178-3623 ou clique aqui e fale diretamente com ela!

Rodrigo Queiroz

Filósofo, sacerdote de Umbanda, pesquisador da cultura afro-brasileira, fundador da plataforma Umbanda EAD e diretor da Instituição Ubuntu.

Copidesque: Matheus Gobbi

Assine
nossa news

Ao se inscrever, você concorda que a Umbanda EAD poderá te enviar emails. Você pode se descadastrar a qualquer momento. Política de Privacidade