Descolonizar Pensamento: o que isso significa?

A descolonização do pensamento é uma demanda urgente, uma necessidade imperativa em nossa sociedade.
Na foto professor Fabiano, homem preto de cabelos grisalhos, sorriso no rosto e roupas nas cores: verde, amarelo e vermelho.

Olá, caro leitor.

Eu sou o Professor Fabiano, eu sou formado em Teologia. Tenho minha graduação na área também de Filosofia e sou mestre em Ciências da Religião.

Atualmente, o meu doutorado é na área de Políticas Públicas, Estado e Educação.

Pesquiso as religiões de matriz africana e essa é a nossa discussão, é o pano de fundo para aquilo que nós iremos trabalhar na Pós Graduação em Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira.

Hoje, vou comentar com você sobre os conceitos de DESCOLONIZAÇÃO DO PENSAMENTO e como abordo isso no curso.

⇢ Clique aqui e Saiba Mais sobre a Pós em Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira

A descolonização do pensamento é uma demanda urgente, uma necessidade imperativa em nossa sociedade.

É chegada a hora de romper com os paradigmas impostos pela dominação cultural e ideológica que por tanto tempo nos aprisionaram.

Precisamos questionar as estruturas vigentes, desconstruir os discursos opressivos e abrir espaço para as vozes marginalizadas e silenciadas.

Assim como Muniz Sodré nos ensina, a descolonização do pensamento é uma jornada em busca da liberdade intelectual e emocional.

É um convite para desvencilhar-se dos sistemas de poder desiguais que nos aprisionam, reafirmando, assim, nossa própria humanidade.

Na foto o jornalista e professor Muniz Sodré. Foto de divulgação: Folha UOL

Trata-se de uma luta contra o eurocentrismo, o racismo, o patriarcado e todas as formas de opressão que nos limitam.

Para descolonizar o pensamento, é crucial resgatar e valorizar as sabedorias ancestrais, as epistemologias negras, indígenas e periféricas.

Devemos reconhecer a riqueza dos conhecimentos e experiências que foram historicamente desvalorizados ou apagados. É hora de dar voz às narrativas que foram silenciadas e permitir que ressoem com força e potência.

A descolonização do pensamento requer coragem para questionar nossos privilégios e desconstruir as estruturas internalizadas de dominação.

Devemos reconhecer que nossa visão de mundo é moldada por perspectivas específicas e que existe um vasto universo de conhecimentos e saberes além das fronteiras estabelecidas.

⇢ Quero Saber Mais sobre a Pós em Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira

É necessário criar espaços de diálogo e escuta atenta, acolhendo vozes divergentes e construindo pontes entre diferentes culturas e tradições.

Devemos buscar a interseccionalidade, entendendo que as opressões se entrelaçam e que a luta por justiça social é uma luta coletiva.

Infográfico Ilustrando o conceito de Interseccionalidade.
Retirado do site: https://www.blend-edu.com/

A descolonização do pensamento é um chamado para uma reflexão profunda e uma transformação pessoal e social.

Devemos reconhecer que nossa identidade e nossas práticas estão enraizadas em contextos históricos e políticos complexos. Precisamos assumir a responsabilidade de desaprender preconceitos, estereótipos e visões estreitas.

Que possamos abraçar a descolonização do pensamento como um compromisso de vida, uma jornada contínua em direção à emancipação intelectual e à construção de um mundo mais justo.

Nutrir a consciência crítica, a solidariedade e a empatia será fundamental para romper as correntes do pensamento colonizado e trilhar um caminho de autenticidade, respeito e equidade.

Que esse chamado ecoe cada vez mais alto, alcançando corações e mentes sedentos por mudança.

▹▹▹ Juntos, podemos construir um futuro onde a diversidade seja celebrada, onde as vozes marginalizadas sejam amplificadas e onde a liberdade de pensamento seja verdadeiramente conquistada.

A descolonização do pensamento é uma revolução que começa em nós e se expande para o mundo. Caminhemos lado a lado nessa jornada transformadora.

Te espero do lado de cá em nossas aulas da Pós Graduação em Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira onde ministro diversas aulas na disciplina de Teologia e Ciências da Religião, logo no início do curso.

⇢ CLIQUE AQUI E MATRICULE-SE HOJE

⇢ Também vou deixar o número do WhatsApp da Carol que é a monitora do curso e pode te ajudar com quaisquer dúvidas que surjam agora (14) 99615-6830.

Prof.Fabiano
#ubuntu

Fonte: Esse texto foi escrito com base nos quatro primeiros blocos da Aula 01 do Professor Edson Fabiano. 

Organização do Texto: Júlia Pereira.

Revisão: Rodrigo Queiroz.

Júlia Pereira

Acredito no poder da sabedoria ancestral da contação de histórias, como forma de cura, acolhimento e força. • Jornalista • Estrategista e Copywriter • Pós-graduada em Marketing, Branding e Growth • Estudante da EAD Ubuntu.

Assine
nossa news

Ao se inscrever, você concorda que a Umbanda EAD poderá te enviar emails. Você pode se descadastrar a qualquer momento. Política de Privacidade