Firma a cabeça meu fiô!

O termo comum as entidades de Umbanda é na verdade um alerta para médiuns que por algum motivo não conseguem estabelecer as conexões necessárias para que aconteça a incorporação.

O significado de ‘firmar a cabeça‘ nada mais é do que um pedido de concentração para o médium antes e durante o trabalho mediúnico. Essa concentração irá assegurar mais do que a incorporação em si, também a qualidade do trabalho desenvolvido.

Muitas vezes a dificuldade de incorporar, o medo, incertezas e dúvidas são na verdade o resultado da sobreposição dos seus pensamentos sobre você e as influências negativas dessa condição não impactam somente o momento da incorporação, a falta de autocontrole sobre a sua mente é uma das causas de diversos males, a exemplo disso destacamos a depressão, ansiedades e a somatização de todos esses pensamentos negativos também em doenças físicas.

ESTUDE >> MEDIUNIDADE NA UMBANDA <<
UMBANDAEAD.COM.BR
Incorporar-se

Algumas pessoas defendem que realizar uma boa oferenda ao Guia e Orixá ao qual pretende se incorporar é a solução para se obter a firmeza de cabeça, entretanto nós informamos que nada disso irá resolver se o médium em questão estiver desligado do seu objetivo.

Existem sim algumas práticas que você pode realizar durante o dia para estabelecer a conexão com seus guias antes da gira e que são realmente eficazes, mas nenhuma delas acontece de maneira fantasiosa ou mágica. Imaginar focos de luz podem te ajudar na difícil (e simples) missão que é “se deixar levar”, mas o que define o nível de entrega e a qualidade da sua incorporação é a sua disciplina.

Sim, isso mesmo! É só por meio da disciplina com você e com seu próprio corpo é que você atinge um estado maior de plenitude facilitando e melhorando a conexão com a espiritualidade.

Por isso, ao ir para o terreiro é preciso que você se desvencilhe dos problemas do seu dia-a-dia, se concentre nos seus próprios sentimentos e em tudo o que os seus sentidos sensoriais são capazes de perceber.

Pai Rodrigo Queiroz trata disso dizendo que além de respeitar o preceito, o médium que irá incorporar naquele dia, precisa já ao acordar entrar em contato com essa energia. “Acenda uma vela da linha de trabalho com a qual vocês vão se relacionar, reza ela e oferece para o seu caboclo, preto velho, exu, enfim a linha ao qual pretende-se criar a conexão, faz isso de manhã e também antes de ir para o terreiro, a segunda vez pode ser para o anjo da guarda ou para o guia mesmo.”

Ele também introduz o conceito de ‘incorporar-se’ como o ponto crucial para ‘firmar a cabeça‘. Ao incorporar-se de si o médium está antes de tudo se fazendo sentir, pois ao notar seu corpo e tudo o que passa pela sua cabeça (sem se questionar ou julgar, mas em um exercício de auto observância) ele estaria “vindo para dentro, conectando-se ao seu corpo e dando o primeiro o passo para a firmeza de cabeça que é o incorporar-se“.

A entidade é plena de si mesmo, mas e os médiuns? Se eles não se escutam, não sentem a si mesmo, o mundo a sua volta, não terão condições de realizar um trabalho mediúnico cem por cento. Agora, conectou-se com seu corpo, conectou-se com sua alma, então a entidade vem e ai é bem mais profundo.

Pai Rodrigo Queiroz

Desta forma o conceito de incorporar-se pretende explicar que o médium não tem condições de incorporar ou de dar lugar para uma segunda alma se manifestar, quando nem mesmo a sua própria alma ele está conseguindo perceber.

Por isso, uma das práticas mais indicadas para quem quer firmar a cabeça é a meditação e quando falamos de meditar não é ficar uma hora do seu dia fazendo o “Aum (ॐ)”, dez minutos que se reserve para a prática de parar para respirar, se auto-observar e analisar seus pensamentos, já trará bons resultados para o momento da incorporação. Com o tempo você pode ir aprimorando as técnicas e a duração da sua meditação.

 

ESTUDE >> MEDIUNIDADE NA UMBANDA <<
UMBANDAEAD.COM.BR

 

Além disso, você pode também mentalizar durante o dia da gira o ambiente do terreiro, o seu cheiro, as pessoas, o congá, a música do atabaque dentre outros aspectos que remetem ao ambiente sagrado de manifestação de Guias e Orixás, desta forma você já estabelecerá uma ligação mental com a espiritualidade antes mesmo do rito acontecer.

Por essas e outras firmar a cabeça está mais para uma autodisciplina do que para qualquer outra coisa na qual tentem imaginar e se você quer saber se o que dizemos aqui é verdade, apenas tente, acorde 15 minutos antes do habitual, se concentre, se permita sentir sua própria respiração, escutar o som do seu coração batendo, os seus órgãos internos trabalhando, veja para onde sua mente está indo, observe seus pensamentos, acalme-se.. Se preferir coloque um mantra ou sons da natureza para ouvir. Não durma e não deixe que as preocupações tomem o foco dos seus pensamentos.

Faça isso todos os dias e fique atento a mudanças, tal como a expansão na capacidade de concentração e no êxito em “deixar vir”

Leia também: Mindfulness: da cura de doenças à incorporação na Umbanda

Aliado a isso o médium também pode realizar os banhos e defumações ritualísticos que auxiliam como higienizadores de mentais negativos que podem estar aglutinados em seu perispírito, além de que utilizando-se das ervas de determinada entidade você já traz para o seu campo mediúnico a energia vegetal presente nessa estrutura espiritual. Por isso, indicamos o uso das ervas correspondentes a vibração com a qual pretende-se trabalhar durante a gira 🙂

 


Esse entendimento e tantos outros como tipos de mediunidade, médium de terreiro e de mesa, chakras, fatores, sentidos da vida e orixás, desenvolvimento mediúnico, trânsito entre reinos, naturezas e realidades e etc, você pode ter acesso no estudo desenvolvido por Pai Rodrigo Queiroz na plataforma Umbanda EAD, sendo este o primeiro e mais completo estudo sobre a mediunidade umbandista.
ESTUDE >> MEDIUNIDADE NA UMBANDA <<
UMBANDAEAD.COM.BR

 

Texto

Júlia Pereira

 

Imagem

Arquivo ICA

 

 

BLOG_LOGO_00000

Estudos com inscrições abertas pelo
http://www.umbandaead.com.br
e-mail:
contato@umbandaead.com.br
blog@umbandaead.com.br
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do curso e/ou produto
Pedimos para que os irmãos que desejem compartillhar os textos desse blog creditem a fonte lincando para o nosso endereço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s