Kaooooô Kabecilê! Salve nosso Rei Xangô!
24 de junho de 2017
Emenda da vaquejada abre nova autorização legal para abate religioso
3 de julho de 2017
Exibir tudo

Evolução por Pai João

Dias atrás, numa das reuniões semanais de “desenvolvimento mediúnico”, estivemos na presença do preto velho regente, Pai João de Angola.
Pai João cumprimentou a todos e logo perguntou:
“O que é evolução?”

Pai João adora provocar “brainstorm”, assim os filhos começaram a falar coisas do tipo, “amor ao próximo”, “prática do bem”, “generosidade”, “caridade” e assim por diante.

Então quando cessaram as várias tentativas de sinônimos para evolução, Pai João sorri, estala os dedos e dispara resumidamente algo mais ou menos assim:

Evolução meus filhos é um tema complexo e nesta tentativa de emoldurar o que é evolução, ou melhor, um ser evoluído, é comum que confundam princípios éticos, morais, sociais e humanitários como possível significado de evolução.

É preciso saber que não existe um instrumento para mensurar evolução.

Ser bom, ajudar o próximo, ser honrado, justo e coerente, não se trata de evolução.

Dizem que este preto velho é evoluído, mas preciso dizer que quando me chamaram para ascender eu nem mais pensava nesta possibilidade, estava tão entretido nos meus afazeres e procurando fazer o melhor de mim e por mim que nem percebi o tempo passar e nem me preocupava com estas coisas. Talvez foi assim que por algum motivo galguei passo adiante.

Quero dizer filhos que evolução é consequência de uma série de fatores harmonizados e ativos colocados a serviço da coletividade.

Nem todo ético é evoluído, mas ser moral é um caminho para evolução. Ética e moral harmonizados é um bom tempero para este tema. Ser moralmente ético é fazer o certo e o melhor, mesmo quando ninguém está vendo.

Aquele que faz o que faz só para sentir-se evoluído, está paralisado no ego.

A evolução acontece quando o indivíduo configura seu ser de boas práticas, não porque falaram que é o certo ou que assim evolui, mas porque se sente bem em ser bom, justo e honrado. Tem que se sentir bem.

Daí é preciso esquecer a necessidade de evoluir e agir bem sempre, lapidando-se sempre, instruindo-se sempre e servindo a coletividade sempre, então meus filhos, quando perceber, sem se preocupar, poderá ser notificado que evoluiu!

Pontofinalmente, evolução não acontece por intenção, mas por consequência.

Pensemos nisso!
Grande abraço, axé!

 

Texto: Rodrigo Queiroz acesso em Blog Rodrigo Queiroz publicado em 04/08/2011

 

 

BLOG_LOGO_00000

Cursos com inscrições abertas pelo
www.umbandaead.com.br
e-mail:
[email protected]
[email protected]
Tel (14) 3010-7777
obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do curso e/ou produto
Pedimos para que os irmãos que desejem compartillhar os textos desse blog creditem a fonte lincando para o nosso endereço

0 Comentários

  1. silvia solange rodrigues de carvalho disse:

    “Fazer o Bem sem olhar a quem.” Esta é uma máxima que ouço bem corriqueiramente desde muito cedo. Se fazer o bem ao próximo é uma das consequências do fato evoluir, então a maioria de nós seres humanos estamos muito aquém, uma vez que o sentimento egoísta ainda não foi vencido em nosso interior.
    Evolução conforme Pai João, tem suas nuances, que devem ser superadas e outras praticadas com todo coração e sem interesse algum. Fazer porque quer fazer e sentir-se bem porque faz, pratica.

  2. Boa noite Pai Rodrigo de Queiroz;
    Essa pergunta de Pai João de Angola sobre EVOLUÇÃO, vem nos trazer á reflexão, porque é comum nós dizer que
    evolução é nos tornar melhor como ser humano perante a sociedade, mas ele vem e retira o véu, nos ensinando o real sentido da evolução que é amar com simplicidade, sem querer nada em troca, deixar de lado o egoismo que esta impregnado no nosso ser. Hoje de fato entendi oque é EVOLUÇÃO e assim vou colocar em pratica o ensinamento do Pai João de Angola. Não da pra mudar da noite pro dia mas estou no caminho certo.
    EX; Sou mãe de três filhos e um deles desencarnou a nove meses, e como se conformar em não ter ele por perto, dai entra o egoísmo e a pretensão de que ele não deveria ter desencarnado tão cedo, como fico sem seu carinho e seu abraço…
    Em fim sou egoísta e tenho muito que aprender.
    Salve a sabedoria dos Pretos Velhos.

    Mojúba Pai Rodrigo…

    • Umbanda EAD disse:

      Bom dia irmã, muito lindo seu relato. Evolução realmente não tem uma receita e como Pai João destaca “não existe um instrumento para mensurar evolução”, o que nos cabe é compartilhar o que temos de bom com os nossos. Muito Axé em sua caminhada e que Oxalá a conforte.

      Da redação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ei!🖐🏽
Continue em contato  
Receba com exclusividade infos sobre Umbanda
close-link