Reflexões sobre Mediunidade, por Alexandre Cumino

Seg, 21 de Mar, 2016

Ao nos descobrirmos médiuns, passamos a ouvir muitos dogmas e tabus que nem sempre correspondem à verdade sobre nossa mediunidade.

Por exemplo:

Que todo médium tem um pesado carma para carregar.

Que médium é um devedor da Lei Maior.

Que mediunidade é um caminho de sofrimento e dor.

Que os guias espirituais ajudam a todos, menos a seu médium.

Que médium dever ser um santo(a), casto(a), puro(a) e iluminado(a), como um avatar ou mestre ascensionado.

Que médium assinou um contrato antes de encarnar e que agora deve cumprir seja lá o que for, que ele mesmo não sabe o que foi.

Que uma vez desenvolvida a mediunidade, a pessoa passa a estar amarrada com a Umbanda e não pode sair mais dessa religião, etc.

Ver também: O que é animismo na Umbanda?

Enquanto, na verdade…

Mediunidade é oportunidade de viver a vida com mais tranquilidade, com mais sentido, com mais sentimento.

Mediunidade é oportunidade de contato com nossa família espiritual que nos ama e nos quer bem.

Mediunidade é oportunidade de vencer velhas dificuldades, superar apegos, curar dores e vícios.

Mediunidade é oportunidade de sair do caminho da dor e entrar no caminho do amor.

Mediunidade é oportunidade de nos libertarmos do peso do carma negativo desta e de outras encarnações.

Mediunidade é mais vida para nossas vidas.

Mediunidade é tudo isso e muito mais se for bem trabalhada, e pode ser um caos se mal trabalhada.


Esse texto faz parte do livro Incorporação não é Possessão, de Pai Alexandre Cumino.

Deseja aprender sobre a vivência mediúnica dentro da Umbanda? CLIQUE AQUI e conheça o cronograma do curso Mediunidade na Umbanda, ministrado por Pai Rodrigo Queiroz. Acessando o site, www.umbandaead.com.br, você também fica por dentro dos prazos para inscrições de todos os cursos da plataforma!

 

Imagem: Pixabay

Umb_EAD_2014

Cursos com inscrições abertas pelo
www.umbandaead.com.br
e-mail:
contato@umbandaead.com.br
blog@umbandaead.com.br
Tel (14) 3010-7777

obs: os links desse texto estão sujeitos a alteração em razão da disponibilidade do curso, site e/ou produto

Um comentário em “Reflexões sobre Mediunidade, por Alexandre Cumino

  1. Concordo com suas colocaçoes, mediunidade deve ser usada para buscar nosso crecimento interior como ser humano. (Mas nao deixar de estender a mao ao procimo)..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s