7 erros cometidos por alunos em um sistema EAD
4 de novembro de 2015
Pastores pedem ao MP retirada de escultura de Iemanjá do Rio São Francisco
9 de novembro de 2015
Exibir tudo

Concerto da Sinfônica de Campinas privilegia obras de compositores brasileiros inspiradas na religiosidade africana

Apresentações ocorrem no teatro Castro Mendes neste sábado (7), às 20h, e domingo (8), às 11h

No 12º concerto oficial da temporada 2015 e no Mês da Consciência Negra, a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas(OSMC) apresenta um programa com obras de compositores brasileiros que trazem à tona a religiosidade africana. As apresentações ocorrem no sábado (7), às 20h, e domingo (8), às 11h, no teatro Castro Mendes, sob a regência do maestro titular Victor Hugo Toro.

Também participam do concerto os coros Collegium Vocale, com regência de Akira Kawamoto, e Coro Contemporâneo de Campinas, com o maestro Angelo Fernandes. O repertório terá composições de Almeida Prado, Chiquinha Gonzaga e Radamés Gnatalli.

Do compositor Almeida Prado será executada “Sinfonia dos Orixás”, inspirada no poeta Oswald de Andrade. A peça foi encomendada em 1985 pela própria Sinfônica de Campinas, que a apresentou, no mesmo ano, em homenagem ao maestro da época, Benito Juarez. Segundo a historiadora Lenita Nogueira, Prado assimilou referências variadas para compor a obra, que vão desde a música popular brasileira ao rock.

Chiquinha Gonzaga escreveu “Candomblé” em 1888 para a peça “Céu e Inferno”, de Luiz de Castro Filho, que estreou em 1892. Em 1893 a composição foi publicada como ”dança africana”. A história da compositora se destaca pela determinação em se impor no cenário musical da época.

O programa será finalizado com “Maria Jesus dos Anjos – Cantata Umbandista”, do compositor Radamés Gnatalli, um dos mais versáteis do cenário nacional, com destacada atuação tanto na música erudita quanto na popular. Gnatalli colocou, ao lado da orquestra tradicional, instrumentos utilizados no rituais da umbanda, como atabaque, tamborês e agogô. Esta obra será narrada pelo ator e locutor Luiz Guilherme Favati.

“Este é um dos programas mais interessantes do ano. Teremos apenas composições brasileiras, com elementos afro que dizem muito da cultura do país e celebra o Mês da Consciência Negra”, diz o maestro Victor Hugo Toro.

Serviço:

Música: concerto da Orquestra Sinfônica de Campinas

Local: Teatro Municipal “José de Castro Mendes”. Praça Correa de Lemos, s/nº, Vila Industrial – Campinas. (19) 3272-9359

Data: 7 e 8 de novembro

Horários: 20h e 11h, respectivamente

Ingressos: R$ 30 (inteira), R$ 15 (estudantes, aposentados e maiores de 60 anos), R$ 10 (professores das redes municipal e estadual de ensino e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida) e R$ 5 (estudantes da rede municipal e estadual de ensino)

Venda: ingressos na bilheteria do teatro a partir da quarta-feira que antecede a apresentação, das 16h às 21h

Fonte: Campinas.com.br

0 Comentários

  1. Monica R QFerrari A disse:

    Majestoso e Luiz Guilherme, sempre soberbo nos encantando!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.