8º Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa
19 de setembro de 2015
26 de Setembro Dia de São Cipriano
21 de setembro de 2015
Exibir tudo

No próximo mês Brasil sediará o I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

Divulgação: Site JMPI

I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas é realizado no Brasil e tem 22 países confirmados entre eles, Rússia, Etiópia, Argentina, Congo e Canadá


Brasil será sede do I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI), que se inicia em 20 de Outubro e se estende até o dia 01 de Novembro. O evento em seus dois primeiros dias privilegiará festivais de cultura, tanto o festival, como os jogos tem a intenção de fomentar o incentivo ao resgate às práticas e tradições indigenistas. A cidade de Palmas (TO), foi escolhida para ser sede do evento que conta com mais de 2 mil atletas de 30 países e diversas etnias nacionais, estrangeiras e tocantinenses.

As modalidades se dividem em Jogos de Interação dos quais fazem parte: arremeço de lança, arco e flecha, cabo de força, canoagem, corrida dos 100m, de fundo e com tora, e natação. Essas compõe a classe de jogos tradicionalmentes praticados por povos indígenas brasileiros.

Divulgação: Site JMPI

Divulgação: Site JMPI

Os Jogos de Demonstração é a segunda modalidade, que se caracteriza pelas práticas nativas do povoado. Serão disputados pelos praticantes da própria etnia, afim de identificar e resgatar as práticas tradicionais de cada segmento populacional. Entre os jogos: Jikunahati, Kaypi, Jawari, Ronkrãn, Peikrãn, Kagót e Akô.

Cada um com suas características e regras peculiares, intencionam demonstrar a cultura que o grupo carrega. Jikunahati por exemplo é uma versão do futebol que não utiliza das mãos e nem pés, mas é sim a cabeça. O futebol tradicional também será praticado na terceira e última modalidade, Jogos Ocidentais, e terá times masculinos e femininos. Dentre os espaços do evento foi criada a Arena Green que comporta até 10mil pessoas e terá ambientação baseada nas tradições indígenas. Nela, ocorrerá o ritual do Acendimento do Fogo Sagrado e orações aos líderes espirituais. A festividade também conta com pavilhões destinados ao comércio de artesanato local e a Oca da Sabedoria onde vai acontecer debates, mostras artesanais e interação sobre representações indígenas. Os grupos brasileiros se dividem em 23 etnias, sendo delas três tocantinenses, dentre os estrangeiros etnias vindas da América, Europa e África estarão presentes.

Texto: Júlia Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ei!🖐🏽
Continue em contato  
Receba com exclusividade infos sobre Umbanda
close-link